quinta-feira, 30 de abril de 2009

Olhe para o lado

Letra: SP. 07/01/01


Ainda me lembro das antigas
Lembro das cantigas
Que encantavam os meus avós
Ainda me lembro das cantigas
Lembro das histórias
Que contavam os meus avós


E hoje vejo 
Que não tenho nada
Eles dizem ai! eu vivia
Hoje somos só poeira vazia
E você diz que já não tem amor
E você diz que lhe falta calor

Então olhe para o lado
Olhe para o lado...
Sempre tem alguém ao lado
A espera de um sorriso seu
A espera de um afago.


Ainda me lembro das antigas
Lembro das cantigas
Que encantavam os meus avós
Ainda me lembro das cantigas
Lembro das histórias
Que contavam os meus avós.

E hoje vejo 
Que não tenho nada
Eles dizem ai! eu vivia
E vejo esse diamante bruto
Escorrendo pelas patas do cão
E vejo essa jóia rara
Escoando pelo chão

E você diz que já não tem amor
E você diz que lhe falta calor.


Então olhe para o lado
Olhe para o lado...
Sempre tem alguém ao lado
A espera de um sorriso seu
A espera de um afago.

Concepções

Letra: SP. 14/12/00


Demorei... mas compreende
Que o amor vem de vagar
Não adianta a flor se amargurar
Se o teu perfume não nos agradou.
Cansei de procurar a perfeição
Eu exige demais dos imperfeitos
Mas devo olhar pra traz
Também sou desse jeito.
Não há mulher no mundo
Sem deslizes, mas já te perdoei
Exigiu meu coração.

Preciso desprezar
Minhas concepções
E me adaptar 
As tuas condições
Quero me retratar
Novamente ser feliz
Fiquei bem maliável
Por nós dois.

Conflitos

Letra: SP. 27/10/00


Ta virando rotina
Esse desatino...
Da nossa alegria
Dar lugar ao conflitos
Nosso amor é de lua...
Ta minguante ta cheia
Vai de acordo com a maré
Do amor.

Quem ta de fora
Pensa que é só love
A toda hora...
Mas aqui de dentro
É um risca faca
É briga de foice
Tem porrada, tem coice

Mas é assim
O nosso geito de amar...


É brigando é batendo
É voltando atraz
É ciume é desejo
Tudo satisfaz.

É brigando é batendo
É sujando os lençóis
É loucura é desejo 
Tudo se refaz.

Lamentação

Letra: SP. 09/10/00

Letra para melodia:" Eduardo Gudin".


Quero seu corpo, seu cheiro
E de um jeito mais lindo
Os carinhos teus.
Quero meu peito em teu seio
De jeito que o feio,

Não perca a razão.
Só o calor de amar
Pode ser mais puro que o luar.
Mas você se foi,
Me abandonou, e aqui estou.



Dó que dó que dá
Do meu coração...
Por ti chorou... mas morreu
De tanta falta de amor.

Declaração

Pensamento: SP. 20/09/00



É tão difícil falar das coisas de nos,
E ao mesmo tempo é tão simples.
As vezes sinto coisas
Que não são da minha vontade.
Só quero que saiba,
Que lhe tenho dentro do peito.
E que se algum dia sentir-se sozinho,
Triste ou desamparado,
Saiba que aqui estou.
Se algo te sufoca o coração,
E te dá vontade de chorar,
Não contenha as lágrimas,
Chore no meu ombro.
Que não só estará desabafando,
Como também estará
Passando a confiança e o carinho
Que preciso para continuar.


Guerreiro

Pensamento: SP. 16/10/00


Oh pai! mesmo após
Ter conhecido o seu amor
Ter por um instante
Conhecido o teu espírito santo
Teimo em continuar
Atuando erroniamente
Mas lhe digo oh pai! te amo
E lutarei por ti
Até o final da minha existência.

Segundo a carne

Pensamento: SP. 10/09/00


Sei que andou em noite escura
Que fraquejou a vida é dura
Que se envolveu em tantas loucuras
Que arranhou a sua imagem
Que caminhou segundo a carne
Mas se queres o antônimo
De tudo isso: busque a DEUS.

É Jesus

Letra: SP. 25/08/00


Meu irmão venha comigo
Que eu lhe mostrarei
Um novo abrigo.
Não está difícil de perceber
A sua aflição, e os teus 
Olhos tão sofridos.
Não sei se a bebida
Que mudou a sua vida,
Não sei que droga foi
Que arruinou a sua lida.
O emprego não tem mais
A dignidade está perdida,
Os seus filhos já não fazem
Questão de suas cáriceas,
E os pais já não conhecem
Os desejos e anceios de um filho,
Que cresceu nos braços teus.
E os casais já não se amam mais
E não se vê ninguém sorrir, porque?
Meu irmão venha comigo
Não sou eu quem te chama.


É Jesus... pregado na cruz
Sangrando da cabeça ao pés
Chorando...
Teu sangue santo pelo chão
Esperando...
Porque você não vem...
É Jesus... pregado na cruz
Sangrando da cabeça ao pés
Esperando...
O dia em que seu filho regressar. 

Putrefação

Pensamento: SP. 15/08/00


Apodrece a alma
Qualquer intenção contrária
A do bem querer.

Irracional

Pensamento: SP. 15/08/00


Um animal
Tem mais dignidade
E senso de fraternidade
Do que certos racionais.

Verdade

Pensamento: SP. 01/06/00



Tem dias em que
Não deveríamos
Ter levantado da cama.
 
E tem noites 
Que deveríamos
Permanecer nela.

Insignificante

Pensamentos: SP


Sou insignificante demais,
Á medida em que reconheço
Que nada conheço.

É nois

Pensamento: SP. 08/04/00


 É  nóis os pobre
Que sustentamos
Os nobres.

Desanimo

Pensamento: SP. 31/05/00


No que dependo
Desanimo,
No que não dependo,
Meu empenho.

Cadê

Poesia: SP. 20/06/00


Cadê... cadê... cadê... cadê
O que me motiva na vida
O que pulsa meu sangue
Quem acelera o meu coração.

Cadê... cadê... cadê... cadê
Cadê a minha virgindade perdida
A minha cara lisa
A responsabilidade adquirida.

Porque o novo sobrepõe-se ao antigo
Se os dois são tão lindos,
E as águas escorridas.

Cadê... cadê... cadê... cadê
Para onde foi!
O jeito puro de passar o tempo,
Ninguém mais sonha
Ninguém mais vive.

Só restou submissão
Cadê... cadê... cadê... cadê.

Não use o nome envão

Letra: SP. 31/08/00



Não... não use o nome em vão
O nome santo em vão... em vão
Em vão... envão
Não... não use o nome em vão
O nome santo em vão... em vão
Em vão... em vão...

Sinta ele quer te resgatar
A tua alma salvar,
Para um antro de luz... 
E a tua vida transformar
Um novo mundo lhe mostrar
para você sentir prazer em viver...
Lindo é lindo o que Deus faz
Quando você se entrega e mais,
Traz algum dos seus irmãos
Pra Jesus. 

Não... não use o nome em vão
O nome santo em vão... em vão
Em vão... em vão
Não... não use o nome em vão
O nome santo em vão... em vão
em vão... em vão.

Hoje você pode se alegrar
Pois ele já te abençoou
Ainda podes respirar...

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Creio em Deus

Letra: SP: 25/07/00

Creio em Deus, Creio em Deus
Ele é glorioso, 
Nunca me deixou na mão.
Creia em Deus, Creia em Deus
Ele é poderoso,
Nunca te deixou sozinho.

São tantos os momentos
Em que nos pegamos 
Tão frágeis, vulneráveis
Caindo nos tropeços
Aceitando os mesmos erros
De ontem.

Mas hoje descobri 
O que me prende a razão
Mesmo por um triz
De não haver mais solução.
É Tanto amor...
Que foge aos olhos dos comuns,
É tanto amor...
Que se estende a outros planos.

E eu senti...
Esse elo de esperança
Que me tocou...
Trazendo a confiança,
Que me sustenta e me acalma
Como numa sinfonia de anjos.

A primeira vista


.
Letra: SP 23/07/00

Sempre fui assim
De levantar suspeitas...
Gosto de deixar algo no ar
Só pra complicar
Nunca me entreguei
A primeira vista...
Para me entender
Tem que penar...
pra me compreender
tem que lutar.

Nunca fui livro aberto
Pra ninguém,
Basta olhar dentro de mim
Que vai tudo bem.
Você me pede uma dica
E eu não deixo pistas
Você quer meu telefone
E eu com evasivas.

Deve ser por isso 
Que eu vivo sozinho...
Tão disolado e sem carinho...


É É É 


Deve ser por isso
Que fiquei sozinho...
Desamparado e sem carinho...

Riqueza

Letra: SP 05/06/00

Me esforço demais, 
mas sou incapaz
De causar orgulho em alguém.
Mas tenho tanto amor,
Dentro do coração,
Para emanar a toda gente.
Mas sou pobre demais,
Tenho tão pouco.

Mas o pouco que tenho     BIS
Me satisfaz.

Vivo plenamente 
Nas minhas condições,
E não me privo 
De nenhuma emoção.
Sou tão feliz...
Ainda mais quando 
Minha mãe me diz.

Filho você é o meu orgulho,
Não tem troféus, não tem diplomas.
Nem herdeiros ou idiomas,
Cresceu na honestidade 
De homem trabalhador,
Com a dignidade de um lutador.



terça-feira, 28 de abril de 2009

Pequenas coisas

Pensamento: SP 12/06/2000


Nem sempre somos capazes de compreender as coisas do universo.
Nesse lugar se demora demais para viver , se vão primaveras,
Verões ,outonos e Invernos. Mas nem amenos degustamos
 as boas safras.
A árvore nua nas folhagens, desfila e exibe sua majestade.
A chuva molha e lava almas, o sol desbrava iluminando os seus.
Os animais fazem por fazer sem saber porque. O vento nos
trás lembranças sem cobranças. E nem assim lemos o olhar
De quem nos lança, desse jeito não se alcança as pequenas
Nobrezas da vida.
Precisamos nos tocar pra ver se temos tato, se ainda sentimos.
Também não precisamos nos martirizar, pois somos normais,
ninguém aqui é uma Cecília Meireles, "para viver cada segundo".
Mas devemos nos alegrar, pois cada um de nós, mais cedo ou
mais tarde perceberá o quanto já perdemos e o quanto temos
a ganhar de presente da vida.